Ministério Razão Para Viver

O Ministério Razão Para Viver tem o compromisso com a excelência na comunicação e prática da verdade bíblica e da pessoa do nosso Senhor, Jesus Cristo. Esta comunicação se faz principalmente por meio de nosso programa diário de radio, onde a Bíblia é ensinada de forma à facilitar ao ouvinte a compreensão do propósito de Deus e Sua vontade ...

Visite nossa loja

Visite nossa loja virtual! Lá você encontrará o conteudo produzido pelo Razão Para Viver, mensagens que são utilizadas nas devocionais domesticas, como presente para familiares e parentes, e até mesmo como material de apoio para pequenos grupos, grupos de estudo bíblico.

Igreja Batista Metropolitana

O ministério Razão Para Viver é liderado por Fernando C Bochio, pastor da Igreja Batista Metropolitana em São Paulo. Saiba mais sobre esta alegre e engajada comunidade de fé

Casa de Assistência Filadelfia

Um dos maiores parceiros ministeriais do Razão Para Viver é a CAF, uma organização cristã que trabalha pela dignidade e inclusão social de crianças, adolescentes e famílias que vivem e convivem com HIV/AIDS e em situação de vulnerabilidade social...

Compartilhe seu testemunho

Compartilhe uma história ou um testemunho de como Deus trabalhou em sua vida através das mensagens bíblicas do Ministério Razão Para Viver. Seu testemunho fortificará outros e motivará nossa equipe

Últimas devocionais


Algumas vezes é encorajador apenas folhear as Escrituras e encontrar todas as promessas que nos mostram o que Deus pensa de nós, especialmente em um mundo onde as pessoas nos acusam continuamente e apontam o que veem de errado conosco.

Deus, não apenas é ‘por nós’, como está escrito em Romanos 8, como também nos tem dado grandes dons.

“Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes”. (Tiago 1:17)

Em outras palavras não há alteração ou modificação em sua vida, a despeito da frequência com que possamos dar voltas. Nenhuma sombra de dúvida de nossa parte pode fazer com que Ele fique mal humorado e não nos dê seus presentes. Falemos sobre graça!

Deus é por nós! Quero que você se lembre disso.
Deus é por nós! Diga, repita, estas quatro palavras para si mesmo: Deus é por nós.

Lembre-se amanhã de manhã quando você pensar que Ele não é por nós. Lembre-se de quando você falhou. Lembre-se de quando você pecou e as críticas o arrasaram.

Deus é por você. Tome isto para si: Deus é por mim!

Nunca, nunca diga aos seus filhos quando errarem que Deus não os ama. Isto é heresia. Não há graça nisto. A graça diz: ‘Meus filhos, mesmo que falhem, Deus continua e continuará amando vocês. Deus é por você e eu também’.

Renove sua esperança - Charles Swindoll
[ Leia mais ]


Certo sábado Jesus estava passando pelas lavouras de cereal. Enquanto caminhavam, seus discípulos começaram a colher espigas. Os fariseus lhe perguntaram: "Olha, por que eles estão fazendo o que não é permitido no sábado?" Ele respondeu: "Vocês nunca leram o que fez Davi quando ele e seus companheiros estavam necessitados e com fome? Nos dias de Abiatar, o sumo sacerdote, ele entrou na casa de Deus e comeu os pães da Presença, que apenas aos sacerdotes era permitido comer, e os deu também aos seus companheiros". E então lhes disse: "O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Assim, pois, o Filho do homem é Senhor até mesmo do sábado". (Marcos 2:23-28)

Na mente dos fariseus, os homens estavam trabalhando no sábado, pois ‘arrancar trigo de seus ramos é colher, esfregar o trigo na palma da mão é debulhar e separar a moinha é joeirar’. Jesus repreendeu os autodenominados guardiães da moralidade com três destaques muito importantes:

O primeiro é que os fariseus davam mais prioridade ao costume dos homens do que à lei de Deus. Em seu esforço de elevar-se e dominar os outros, eles desprezaram os dois mandamentos mais importantes: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o coração, de toda a a alma e de todo o entendimento’, e ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’ (Mateus 22.35-40).

Segundo, Deus deu as leis ao povo para abençoá-lo, não para sobrecarregá-la. Toda regra ou eleva a qualidade da vida humana, ou restaura o relacionamento de uma pessoa com Deus depois de uma ruptura. Deus nunca faz exigências estranhas  nem coisa alguma por mero capricho.

Terceiro, uma vez que a lei veio de Deus, ela nunca pode ser maio que Deus. ‘O Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou’ (Êxodo 20.11). A ousada declaração de Jesus: ‘O Filho do Homem é Senhor até mesmo do sábado’ tinha o propósito de desafiar a autoridade dos fariseus, que a haviam roubado Deus. Em outras palavras, Jesus estava dizendo: ‘O sábado não é de vocês para que o possam controlar; ele é meu porque eu sou Deus’.

Jesus, o maior de todos – Charles Swindoll
[ Leia mais ]


Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus. Filipenses 1:6

Na raiz da agenda de Deus está essa promessa. Pense nela como uma garantia. Aquele que começou  ‘boa obra em vocês’ não deixará o trabalho por terminar. No fim do caminho, Deus não deixará ‘incompleto’. Pode ter certeza! Ele não falhará. Lembre-se, Ele separou quatro estações para fazer um ano.

O outono da sua vida pode ser desconfortável. O desemprego pode ser o seu destino. Um romance interrompido. Talvez você esteja aflito por causa  de uma perda recente. Solitário, faminto ou com frio. Inquieto por causa daquelas nuvens negras no horizonte que indicam um preocupante amanhã. Os ventos da adversidade estão chegando e você está com medo.

“Raízes mais profundas fazem as vidas mais fortes”.

Se chegou o outono, a estação da reflexão, pode esperar que suas raízes irão se aprofundar. Pode crer! Contudo, para que você se assegure disso, o Senhor Deus é especialista em raízes. Ele planeja aprofundá-lo e fortalecê-lo, mas não irá se exceder. Ele é soberano e compassivo em seu trabalho. Nos impressionamos mais com os frutos, mas Deus não – Ele está de olho nas raízes.

Gostamos do produto, mas Ele enfatiza o processo, que pode ser muito doloroso. “Aquele que começou... continuará...até a sua obra... terminar”. Assim podemos corajosamente declarar: ‘Venha vento, seja bem vindo outono’.

Crescendo nas estações da vida – Charles Swindoll 
[ Leia mais ]

As pessoas que conheciam Jesus se beneficiaram de certas experiências que não vivenciamos - mais significativamente, a evidência tangível de sua ressurreição e os encontros face a face. Todavia, suas reações naquela manhã de domingo são parecidas com as que vejo todos os dias na condição de portador moderno dessas boas notícias.

Alguns acreditaram imediatamente. Eles receberam a informação, lembraram o que Jesus havia antecipado várias vezes durante seu ministério, reuniram todos os fatos e aceitaram sua ressurreição como genuína.

Alguns acreditaram por meio de provas indiferentes. Eles inicialmente duvidaram da ideia, mas quando receberam mais informação, como ver a tumba vazia e a maneira peculiar na qual ele deixou os panos do seu sepultamento, então entenderam  que ele havia ressuscitado.

Alguns acreditaram por meio de provas diretas. Eles acreditaram que Jesus havia ressuscitado simplesmente ao vê-lo com seus próprios olhos.

A ressurreição de Jesus Cristo é um fato histórico que carrega implicações muito amplas, muito mais significativas que a simples novidade de um homem voltar do silêncio eterno da morte. Diferentemente de qualquer um antes dele, Jesus jamais morreria de novo.O tipo de vida ao qual ele foi ressuscitado suplantou todo tipo de vida que continuamos a ter. Estes corpos adoecem e se ferem.

Nossos relacionamentos atuais estão fadados a acabar, mais cedo ou mais tarde, em traição, distanciamento ou na inevitável partida de toda pessoa que conhecemos. Épocas que felicidade devem sempre dar lugar a um período de tristeza, embora felizmente nenhuma tristeza permaneça para sempre. Demônios, trevas e morte foram vencidos, mas ainda continuam a dar coices com ódio desesperado em tudo o que faz parte da criação de Deus.

Entretanto, não se preocupe! Jesus está vivo e tem um novo tipo de vida que deseja dar a qualquer um que creia nele.

Jesus, o maior de todos - Charles Swindoll

[ Leia mais ]


Os julgamentos de Jesus acabaram! Contudo, cada homem e cada mulher desde então têm assento no local reservado ao júri. E nós, da mesma forma que Pilatos, Herodes, a esposa de Pilatos e a multidão irada, devemos chegar a um veredicto em nosso coração. Jesus apresentou sua defesa. Suas respostas foram claras. Em qual das quatro categorias você se encaixa?

Hoje em dia algumas pessoas são como Pôncio Pilatos. Reconhecem a verdade sobre Jesus Cristo e até mesmo a aceitam, mas recusam entregar-se a essa verdade porque ela ameaça interromper os planos que têm para a sua própria vida. Temem a rejeição das pessoas.

Algumas pessoas são como Herodes. Elas se distraem com projetos, festas ou busca por emoção e esquecem aquilo que é mais importante na vida. Crer em Jesus Cristo é para fanáticos e pessoas que se levam a sério demais. A verdade sobre Cristo se perde na busca pelo próximo bom momento.

Existem pessoas como a esposa de Pilatos, que aceitam que as declarações de Jesus são autênticas...juntamente com qualquer outra filosofia transitória ou crença religiosa. Elas transformam a Bíblia, a cruz, a igreja e até mesmo o nome de Jesus em símbolos sagrados de uma fé sentimental ou em amuletos de sorte usados para repelir a culpa e outras experiências negativas.

O pior de tudo é que muitas pessoas rejeitam Jesus Cristo porque ele não é o messias que elas prescreveram para si mesmas. Possuem uma imagem clara do que deus que gostariam de adorar – e que até mesmo acham que adoram – mas não sente desejo pelo Deus que de fato existe e que revelou a si mesmo.

O que você tem feito com a verdade sobre o Filho de Deus?

Jesus, o maior de todos – Charles Swindoll 
[ Leia mais ]


A verdadeira adoração começa quando percebemos que Deus está à procura de pessoas que o adorem de todo o coração. Adorar não é uma atividade que realizamos apenas aos domingos. O Pai deseja que eu o adore em todas as circunstâncias.

Ele procura minha adoração quando acordo pela manhã, quando uso meus talentos ao longo do dia, enquanto estou dirigindo meu carro, cuidando da minha família, passando tempo com a minha esposa, quando estou sozinho ou acompanhado, pensativo ou sorridente.

Essa adoração também deve ocorrer em sua vida, independentemente das circunstâncias. Deus deseja que você encare todas as coisas como um ato de adoração.

Até mesmo os problemas são oportunidades de adoração. Jó perdeu todos os seus filhos e bens materiais em um único dia. Pare um momento e procure se colocar na posição dele, se você puder. Agora tente compreender a incrível e instantânea resposta de Jó:

Ao ouvir isso, Jó levantou-se, rasgou o manto e rapou a cabeça. Então prostrou-se no chão em adoração, e disse: "Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor ". Jó 1:20-21

A igreja não precisa de decoração agradável nem assentos confortáveis, Não precisamos de coral ou grupos de louvor, nem de órgão de tubos ou baterias. Embora essas coisas possam colaborar, é necessário que a adoração faça parte da nossa caminhada diária com Deus em todas as áreas da vida. Do contrário, seremos apenas consumidores, ou pior, seremos oponentes em uma guerra de cultos.

A Igreja desviada - Charles Swindoll 
[ Leia mais ]


Como podemos saber se estamos crescendo? Externamente temos vários sinais físicos de crescimento e envelhecimento. Mas quando se trata de maturidade espiritual, precisamos de outro tipo de gráfico de crescimento. Pedro, em sua carta de esperança, nos oferece uma série de itens para nos ajudar a conhecer se estamos progredindo em nossa vida espiritual.

Durante os últimos anos tenho viajado de avião mais do que nunca, indo da Califórnia para o Texas e voltando, além de dezenas de outros destinos. Como resultado desse modo de vida estivo, de transição incomum tenho tido várias ocasiões para observar o procedimento dos pilotos enquanto se preparam para o próximo vôo. Um piloto experiente provavelmente com dezenas de milhares de horas de vôo ainda assim todas as vezes antes que o avião levante vôo, ele percorre a lista de itens de checagem. Somos gratos por isto!

Leia em I Pedro 3.8-12, e você descobrirá outro tipo de lista de checagem – uma lista de checagem para a maturidade espiritual. Ela me ajuda a avaliar como está o nosso desempenho durante esta peregrinação da Terra para o céu:

Quanto ao mais, tenham todos o mesmo modo de pensar, sejam compassivos, amem-se fraternalmente, sejam misericordiosos e humildes. Não retribuam mal com mal nem insulto com insulto; pelo contrário, bendigam; pois para isso vocês foram chamados, para receberem bênção por herança. Pois, "quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade. Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas o rosto do Senhor volta-se contra os que praticam o mal".  1 Pedro 3:8-12

Se a minha contagem estiver correta, não há menos do que oito pontos de checagem nesta passagem das Escrituras. Nos ajuda a determinar como está o nosso crescimento com relação à maturidade.

Renove sua esperança – Charles Swindoll

[ Leia mais ]